sábado, 26 de janeiro de 2008

Instalação do Ruby on Rails no Windows XP

Olá amigos. Hora de colocar a mão na massa!


Muitos fóruns e tutoriais que são encontrados na web não dão o suporte necessário ao usuário iniciante. Pois sei bem quais são essas dificuldades.
Teoricamente, o que os sites divulgam é uma instalação fácil (e realmente é), mas às vezes surgem “probleminhas”, e devemos saber como proceder.
Mostrarei a instalação por etapas. No primeiro momento, irei detalhar a instalação do Ruby e do Rails. Em outra oportunidade irei complementar com a instalação do bando de dados, que por minha opção, utilizaremos o MySQL.
Serei cuidadoso em explicar as possíveis complicações com a instalação e teste de funcionamento, pois a maiorias dos artigos encontrados na internet não os abordam. Preparado?
Pois bem. Instalaremos:
  • Ruby
  • Rails framework

1ª Etapa: Instalando o Ruby

Para iniciarmos a instalação, precisamos obviamente do software de instalação do Ruby:http://rubyforge.org/frs/?group_id=167
Entre e baixe a última versão do Ruby para Windows.
Enquanto baixa… Empolgue-se ainda mais :)
Por mais difícil que seja, desligue-se do que acabara de ver, e vamos voltar ao procedimento de instalação :P
Baixou o programa? Então execute-o para iniciar a instalação:
Após abrir, clique em “Next>”.
Fig.1: Janela de boas vindas do Ruby
Fig.1: Janela de boas vindas do Ruby
Se estiver de acordo com os termos de licença, clique em “I Agree“.
Fig.2: Licença para uso
Fig.2: Licença para uso
Na escolha dos componentes que serão instalados, mantenha o padrão (RubySciTE eEnable RubyGems marcados). Clique em “Next>” para continuar.
Fig.3: Escolhendo componentes de instalação
Fig.3: Escolhendo componentes de instalação
Agora escolha a pasta de destino. Preferencialmente, mantenha “c:\ruby\” e clique em“Next>”.
Fig.4: Selecionando pasta de destino.
Fig.4: Selecionando pasta de destino.
Escolha o nome do atalho para sua aplicação. Em seguida clique em “Install“.
Fig.5: Colocando nome para atalho
Fig.5: Colocando nome para atalho.
Instalando…
Fig.6: Progresso de instalação.
Fig.6:Progresso de instalação.
Instalação completa!
Fig.7: Instalação concluída.
Fig.7: Instalação concluída.
Finalizando o instalador.
Fig.8: Finalizando janela de instalação.
Fig.8: Finalizando janela de instalação.

2ª Etapa: Instalando o Rails

Agora iremos instalar o Rails e suas dependências. Para isso, precisamos do Prompt de comando do Windows aberto.
Iniciar > Todos os programas > Acessórios > Prompt de comando
Ou simplesmente:
Iniciar > Executar > cmd
Fig.9: Executar.
Fig.9: Executar.
gem é um gerenciador de pacotes/plugins/engine do ruby. Ele instalará o Rails e suas dependências automaticamente.
Para isso digite: gem install rails -include-dependecies
Fig.10: Instalando o Rails
Fig.10: Instalando o Rails
gem é, normalmente, reconhecido em qualquer diretório, mas às vezes apenas no diretório que se encontra (“c:\ruby\bin“), evitando isso:
Fig.11: gem não é reconhecido como um comando interno ou externo, um programa operável ou um arquivo em lotes.
Fig.11: gem não é reconhecido como um comando interno ou externo, um programa operável ou um arquivo em lotes.
Aceite todos os frameworks e dependências, colocando “y” de YES se perguntar.
Fig.12: Iniciando a instalação do rails.
Fig.12: Iniciando a instalação do rails.
Fim de instalação!
Fig.13: Instalação concluída
Fig.13: Instalação concluída
Uma forma de certificar a instalação, é verificando a versão de ambos os softwares (Ruby e o Rails).
Para isso, digite no Prompt de comando:
ruby -v
logo em seguida:
rails -v
Fig.14: Verificando versões.
Fig.14: Verificando versões.
Que tal agora testarmos o funcionamento do servidor?
Vamos então criar um projeto para testá-lo. Pode ser o nome que quiser. Escolhi “projeto”. Digite no Prompt de comando:
rails projeto
Fig.15: Criando projeto para teste.
Fig.15: Criando projeto para teste.
Em seguida, entre no diretório criado:
cd projeto
Dentro da pasta, inicialize o servidor (WEBrick) com o seguinte comando:
ruby script\server
Fig.16: Inicializando o servidor.
Fig.16: Inicializando o servidor.
Mantenha o Prompt de comando aberto com a execução do servidor. Se fechar não funcionará. Abra seu browser. Acesse o servidor pelo http://localhost:3000/.
Se tudo der certo, aparecerá:
Fig.17: Sucesso no teste do servidor.
Fig.17: Sucesso no teste do servidor.
Se não….
Fig.18: Falha no teste do servidor.
Fig.18: Falha no teste do servidor.
Obs.: Será necessário rever os passos para detectar o erro.
Então é isso pessoal!
Qualquer dúvida, comente com o respectivo e-mail para contato.

Até a próxima!

8 comentários:

Pablo disse...

Muito massa,

Agora tem q ter o passo a passo pra Linux ;P

uhauHAUHUahuHAU

Anônimo disse...

Opa! Tudo bom? Seria interessante um post sobre as modificações que ocorreram na virada da versão 2.0 .
Scaffold, paginate, essas coisas...
;-)

Blefe disse...

Se estiver interessado em ter um parceiro para postar no blog, entre em contato! gnefariun@gmail.com
;-)

Diego Elias disse...

Eae galera? :)
Depois do carnaval novo post! Está 80% concluído! ;)

Daqui uma semana estarei voltando para casa e irei atualizá-lo...

Ruby on Rails! :D

Abração!
Diego Elias

regis.ror disse...

Legal saber que continuara postando, estou iniciando a programar e estou achando legal a experiencia depois de muito rodar pelo google incontrei boas informações,mas precisarei de toque de quem ja tem experiencia. thanks feliz 2008.

Mitcha disse...

Continue, por favor!!!

Tentei seguir os passos do "O'reilly mas está desatualizado...essa ultima versao instala o sqite3 como banco de dados de default...

Continue com essa versao!! :)

Tiago Luis Facco disse...

Olá Diego td bem?
Cara seu tutorial meu ajudou muito, instalei o Rails na minha máquina e estou começando a estudá-lo. Um abraço!

Luiz Henrique disse...

Diego, tutorial simples, objetivo e deu pra entender como funciona para mecher na parte básica, parabéns pelo trabalho.